Lado Escuro da Lua,  Especiais,  Halloween na Lua,  Pipoca Lunar

Lado Escuro da Lua: A Casa de Cera – A Cera Derrete Conforme seu Sono Aparece

Trailer legendado do filme

Okay, comecemos meu primeiro post do Lado Escuro da Lua dizendo que eu não ousaria falar mal de nada em que Jared Padalecki esteja, mas não pude evitar trazer esse filme para inaugurar meu primeiro post nessa categoria.

Isso mesmo, por incrível que pareça, eu não sou tão fã de A Casa De Cera. Assim, concordo, não é o pior dos piores – muita gente gosta – mas eu não consigo ter tanto amor assim. Mesmo que tenha um elenco ótimo, não consigo. Por isso, tenho plena consciência de que o lugar dele é no Lado Escuro da Lua por diversas razões diferentes aos meus olhos.

Vocês estão prontos para um passeio nessa casa cheia de atores ótimos e que me deu mais medo de falar deles do que do próprio filme?

1, 2, 3… Comecemos! 

fonte da imagem: abc

House of Wax OU A Casa De Cera é um filme de terror australiano-americano de 2005 dirigido por Jaume Collet-Serra e estrelado por: 

Elisha Cuthbert – que interpretou Kim Bauer, filha de Jack Bauer no premiado seriado de ação 24 horas, no qual foi uma das quatro personagens com aparição em todas as temporadas.

Chad Michael Murray – conhecido por interpretar Lucas Scott na série de drama adolescente One Tree Hill (2003-2009), também fez Dawson’s Creek, Tristan Dugray em Gilmore Girls, e agente Jack Thompson na série da Marvel/ABC Agente Carter, além dos filmes Freaky Friday (2003), A Nova Cinderela (2004), e A Casa de Cera (2005). Em 2019 entrou para Riverdale com o papel recorrente de Edgar Evernever.

Brian Van Holt – reconhecido por seu papel de A Casa de Cera.

Paris Hilton – quem não conhece esse nome não é mesmo? Uma atriz, socialite, modelo, cantora, DJ, empresária e autora norte-americana. Ela é a bisneta de Conrad Hilton, fundador da Hilton Hotels.

Jared Padalecki – ganhou certa notoriedade após aparecer na série Gilmore Girls, assim como em vários filmes, incluindo A Casa de Cera e Sexta-Feira 13. Porém é mais conhecido por seu personagem Sam Winchester na série televisiva Supernatural.

Jon Abrahams – estrelando em muitos filmes e programas de TV, seus papéis mais notáveis são: Bobby em Scary Movie, Dalton Chapman no filme de terror House of Wax e Denny Byrnes na comédia de Ben Stiller Meet the Parents. Ele também é conhecido por ter interpretado “DJ Jonny” no programa The Ellen DeGeneres Show durante a quarta temporada, substituindo Tony Okungbowa.

Robert Ri’chard – é um ator norte-americano. Ele teve participação no filme a Casa de Cera sendo o Blake, bem como um pequeno papel na série My Wife and Kids como amigo de Junior. Também atuou como Damien Carter, filho de Ken Carter no filme Coach Carter – Treino Para a Vida.

fonte da imagem: portal dos famosos

É às vezes chamado de um remake do filme de 1953 de mesmo nome, que era em si um remake do filme Mystery of the Wax Museum de 1933, mas o enredo do filme de 2005 é completamente diferente da história contada pelos dois filmes anteriores

Entrou na lista dos melhores filmes de terror adolescente já feitos – o que eu realmente não entendo e não tento entender, mas não tiro o mérito porque o elenco é excelente.  Obviamente minha opinião não é a única nesse mundo: A Casa de Cera recebeu críticas mistas em geral após seu lançamento. O elenco é geralmente elogiado, como já comentado antes, mas em especial Cuthbert.

O filme arrecadou mais de 12 milhões de dólares em seus três primeiros dias de estreia. E mais tarde viria a arrecadar mais de 70 milhões de dólares mundialmente, contra um orçamento de 40 milhões – sim, eu acho que foi um sucesso para a época e o gênero, já que mais tarde veio a se tornar o sétimo filme de terror de maior bilheteria em 2005. 

Atualmente ocupa a 30ª posição na lista das maiores bilheterias do mercado doméstico americano de todos os tempos do gênero horror – slasher. Já que não podemos evitar, ele acabou virando um clássico

Apesar de controvérsias a respeito do filme, ele recebeu alguns prêmios. 

fonte da imagem: las horas perdidas

A Casa de Cera – Sobre o Enredo

Em 1974 eu fui obrigada a pesquisar essa época porque não me lembrava mais –  uma mulher está fazendo uma escultura de cera na cozinha de sua casa, enquanto seu filho toma café da manhã em sua cadeira. O marido entra com outro filho que está gritando e chorando. O garoto se debate e é amarrado em uma cadeira. Ele chuta a mesa, fazendo com que sua escultura caia no chão e arranhe a mão de sua mãe.

No tempo presente, nós temos Carly (Cuthbert), seu irmão gêmeo Nick (Murray), seu namorado Wade (Padalecki), sua melhor amiga Paige (Hilton), o namorado de Paige, Blake (Ri’chard) e o amigo de Blake, Dalton (Abrahams), que estão a caminho de um jogo de futebol altamente antecipado em Louisiana.

A noite cai e o grupo decide montar um acampamento. Sim, o clichê do acampamento no meio do nada onde um carro aparece com uma caminhonete e deixa os faróis direcionados acesos, deixando todos tensospelo menos se eles não ficaram, eu ficaria, começando com a história de acampar no meio do nada.

Mas é óbvio que isso não pode acabar aí, temos que ter um metido a valente ou não temos filme certo? E se não temos Nick, que destrói um dos faróis fazendo com que o carro se retire do acampamento, nós claramente não temos nada. Aliás, uma salva de palmas para o Nick meus caros leitores.

fonte da imagem: geek resenhas

Nós sabíamos que isso ia acontecer, afinal você dá e recebe certo? Então, na manhã seguinte, Wade encontra as correias de seu carro danificadas. Estamos falando dos anos 2000 certo? Temos obviamente a cena na qual as pessoas preferem trocar de roupa no meio do nada – então enquanto Carly e Paige fazem isso, deparam com um cheiro horrível. 

Obviamente aqui começamos com tudo, pois Carly resolve descobrir de onde vem o cheiro e acaba caindo em um cemitério de animais

Não sendo o suficiente descobrir sobre um cemitério de animais, o grupo conhece um cara chamado Lester (Herriman), que oferece carona para Wade e Carly – amigável, certo? Mas olha só, o filme ensinando a confiar em estranhos cegamente e, enquanto Wade e Carly vão para a cidade vizinha comparar a peça nova do carro, os amigos Paige, Dalton, Nick e Blake vão para o jogo de futebol.

Enquanto esperam por Bo, um mecânico que está em um funeral da cidade que parece mais uma cidade fantasma, os dois visitam o museu de cera – um lugar feito literalmente de cera, que parece ser a característica principal da cidade. Wade se encanta com o lugar, enquanto Carly se assusta ao ver a imagem de um homem na janela e pede para ir embora. 

Okay, vamos falar de Wade! Ele com certeza tem a típica característica de personagem aventureiro que gosta das coisas que são no mínimo peculiares. E Carly, apesar de ter caído no meu conceito a partir do momento que foi procurar pelo cheiro ruim no meio do nada, para mim foi a mais inteligente. 

Até porque,  observemos os elementos: 

  • O homem da caminhonete;
  • Carro quebrado;
  • Uma pessoa oferecendo carona no meio do nada;
  • Funeral;
  • Cidade Fantasma;
  • Pessoas amigáveis demais;
  • E além disso UMA CASA TODINHA DE CERA e nem eram bonecos de famosos? 

Devo admitir, clichês de filmes de terror às vezes nos surpreendem. 

Wade entra na loja de mecânica e procura por si mesmo pela correia. Bo reaparece e diz que o número da correia de que Wade precisa tem somente em sua casa, e os dois o seguem. No caminho, o homem lhes conta a trágica história da família Sinclair, antigos residentes da cidade.

fonte da imagem: pinterest

Ao chegarem à casa, Wade pede para ir ao banheiro – mas acaba entrando em um quarto proibido, quando é atacado e esfaqueado por uma figura misteriosa no escuro. Do lado de fora, Carly descobre que a caminhonete de Bo é a mesma que nosso queridíssimo NICK quebrou na noite anterior.

Ela tenta fugir, mas é atacada por ele e nesse meio tempo descobre que o funeral em curso é preenchido apenas por esculturas de cera. Carly é capturada por Bo, que a leva para o porão da loja, prende-a em uma cadeira e sela seus lábios com cola – ok devo admitir que essa parte até pode ter sido interessante suficiente

Por incrível que pareça, sem muitos detalhes, Paige, a digníssima personagem criada para ser a primeira a morrer (pois nós sabemos muito bem o preconceito naquela época para personagens mais frágeis) não é a primeira a morrer, mas sim seu namorado.  

fonte da imagem: ecartelera

Em Ambrose, Nick e Dalton encontram a cidade completamente vazia, e resolvem se separar. 

MÁ IDEIA DESDE O PRINCÍPIO.

Porém, sem má ideias, sem filme! 

De todas as formas, a vibe do filme no começo é de suspense e acaba sendo boa, porém, depois de chegarem à cidade, tudo acontece de forma um pouco rápida demais – deixando apenas com as mortes dos personagens que, apesar de sabermos que irá acontecer, sempre esperamos um pouco mais de susto e suspense envolvendo

Fui assistir ao filme outra vez um dia desses e me lembro de simplesmente dormir no momento em que as mortes começaram – e olha que deveriam ser o elemento mais importante do filme. 

Mas me lembro de ter gostado do fato de que Carly mata os assassinos e os irmãos escapam por pouco antes do museu derreter por completo. O fato de não ser apenas um sobrevivente ou de que os sobrevivente foram os irmãos, foi algo a se considerar um ponto forte. Até porque eram irmãos protegendo irmãos, tanto da parte dos assassinos quanto da parte dos sobreviventes. 

fonte da imagem: adoro cinema

Podemos admitir que o filme está nessa categoria dos lados da lua justamente por focar apenas em seus atores (coisa que eu nunca poderei contestar, até porque foi uma ótima escolha de cast) e não diretamente em sua história, que teria muito a acrescentar e animar seu público – mas acabou ficando focado em matar todo mundo de uma forma grotesca e rápida para que tivessem seus heróis sobreviventes no final. 

A Irmandade da Lua acabou encaixando bem esse filme nessa categoria, o que vocês acham? Gostaram desse filme quando assistiram? Deixe seu comentário nos contando sua versão da crítica, todo tipo de pensamento é bem vindo! 

Lembre-se sempre: levem na esportiva – se você gosta desse filme, nada te impede de gostar dele!

Lado Escuro da Lua no Lune Station

E deixo também os posts da Hek e da Art, com as escolhas delas de filmes para o Lado Escuro da Lua, para que deem uma lida e nos digam o que acharam desses filmes também!

Lado Escuro da Lua: A Camisinha Assassina – Terror, Comédia, Romance ou Alucinação Coletiva?, por Hekate

Lado Escuro da Lua: House of the Dead (eu assisti para você não ter que assistir), por Artemis

It’s Lay time!!! Eu sou a Laysa, mais conhecida neste espaço como Selene. Nascida no interior de São Paulo e criada em diversos lugares. Aquariana – sim, lidem com isso! – amante de tudo ligado à cultura geral, história, idiomas, livros, playlists aleatórias, escrever e fotografias. E devo deixar claro que o cinema é a minha paixão.