Pipoca Lunar,  LF 2020,  Lune Festa

Pipoca Lunar: Sailor Moon Classic e a Lenda do Coelho da Lua – Lune Festa 2020

“O luar brilha para todos, até para aqueles que perderam as esperanças e se sentem sozinhos.”

Sailor Moon é uma das memórias mais fortes que tenho desde criança. Lembro muito bem de estar sentada no sofá da casa da minha avó, esperando ansiosamente para começar mais um episódio das aventuras de Serena e suas amigas como guerreiras da Lua enquanto tomava meu achocolatado e comia pão de queijo.

Algo que preciso fazer com mais frequência e recomendo fortemente – por motivos de: poucas coisas são melhores que achocolatado com pão de queijo e uma boa coisa para assistir!

Primeira abertura que muitas pessoas sabem cantar até hoje!

Desde então, Sailor Moon é de longe uma das minhas histórias mais preciosas e favoritas que guardo no meu seletivo coração. Digna de guerreiras da Lua, já que carrego o nome de Artemis nas terras de Lune Station, achei mais que digno falar dessa paixão na primeira edição do Lune Festa!

Aliás, aqui está o itinerário completo de posts do Lune Festa esse ano: Lune Festa – O Festival da Lua do Lune Station

Então se você sempre quis saber mais sobre Sailor Moon, algumas curiosidades e entender o motivo de ter marcado tanto uma geração, pode entrar no meu vagão do trem que vou te levar nessa viagem!

Sobre Sailor Moon e Sua Criadora Naoko Takeuchi

Naoko Takeuchi, autora do mangá/anime
(fonte da imagem:
Sailor Moon Brasil Wiki)

Em 15 de março de 1967, nascia, lá em terras Japonesas, Naoko Takeuchi. Ela é a criadora dessa história incrível que fez parte da vida de tantas pessoas – ganhando um prêmio por um projeto anterior com apenas 18 anos.

Apesar de Sailor Moon ser o grande legado, a primeira guerreira do amor e da justiça foi Sailor V – com o mangá Codename wa Sailor V, lançado em 1991. Apenas um ano depois, porém, foi lançada a história com o time de guerreiras – a famosa Sailor Moon. Ambos projetos foram finalizados em 1997.

Mangá Sailor Moon #1
(fonte da imagem: Editora JBC)

Sobre o que, então, é a história de Sailor Moon?

A história de Naoko Takeuchi traz a nossa querida Usagi Tsukino como personagem principal – uma garota comum, um tanto chorona, sempre faminta e atrasada para a escola, relativamente estabanada e enrolada com matemática, mas com um grande coração – que vê sua vida completamente mudada quando descobre ser Sailor Moon: a guerreira da lua que luta pelo amor e pela justiça!

Sailor Moon Classic

“Sou uma guerreira, que luta pelo amor e pela justiça… Sou Sailor Moon! E punirei você em nome da Lua!” (fonte da imagem: magazine-hd.com)

Sailor Moon Classic: a primeira temporada de Sailor Moon! Curiosamente, não se esperava tanto sucesso, portanto é uma temporada com uma história e desenvolvimento de personagens completos – se você não gosta de séries/animes longos, pode assistir somente essa sem medo de ser deixado na beirada do abismo até a próxima temporada.

Pessoalmente, é a minha fase favorita de Sailor Moon.

Com 46 episódios de aproximadamente 20 minutos cada, o estúdio Toei Animation nos trouxe a incrível guerreira da lua para as telinhas. Aqui no Brasil, lembro toda vez dos episódios começando com “versão brasileira, Gota Mágica, São Paulo”!

Além disso, também adorava ver o trabalho de arte da produção! Os desenhos são todos feitos à mão – como nas animações da época – e dava para ver até quando eram pintados em aquarela! Para quem tem curiosidade, fica o link de um vídeo rápido com o processo de produção!

Nossa heroína começa um tanto… Medrosa (fonte da imagem: The Sailor Moon Wiki)

É essa temporada que nos joga nesse universo: tão perdidas (os) quanto Serena (Usagi Tsukino, no original), vibramos com ela enquanto a menina passa por poucas e boas para aprender a ser uma guerreira lunar. Afinal, em um dia ela era uma garota de 14 anos que estava se atrasando para a escola e tirando uma nota péssima em matemática (entendo isso, Serena, entendo tão bem) – e no outro estava sendo recrutada por uma gata chamada Lua como Sailor Moon, a líder das guerreiras do amor e da justiça. Imagina que tenso?

Enquanto isso, Serena tem algumas missões: encontrar as outras guerreiras, a Princesa da Lua e o Cristal de Prata. Afinal, a gata Lua é uma sobrevivente de uma catástrofe ocorrida no Reino da Lua – sendo que Sailor Moon e todos que ela precisa encontrar são as antigas guerreiras do Reino.

Clássico “Tuxedo Maaaaaask” (fonte do GIF: tenor.com)

Como antagonista, temos a Rainha Beryl, do Negaverso. Procurando restaurar energia de sua Rainha mestra e encontrar o Cristal de Prata, resta à Sailor Moon e suas companheiras impedir que isso aconteça.

E no meio de tudo isso, temos Tuxedo Mask.

Ele é uma incógnita. Não se sabe seu alinhamento moral, mas ele sempre aparece quando Serena precisa de ajuda, fazendo com que cada vez mais ela se torne uma guerreira digna da Lua.

Por que eu gosto tanto, então?

Sailor Moon mostra que o amor pode existir de várias formas: entre amantes, família e, principalmente, amigas. (fonte da imagem: IMDB)

Apesar do óbvio romance que atravessou o tempo e o espaço para se encontrar em outras encarnações, Sailor Moon não é somente isso. Serena é acompanhada de suas amigas guerreiras: Amy – Sailor Mercúrio – Rei – Sailor Marte – Lita – Sailor Jupiter – e Mina – Sailor Vênus. As garotas têm suas desavenças, mas aos poucos formam laços cada vez mais fortes, ajudando umas às outras a superar tanto problemas do dia a dia – como um coração partido, notas ruins nas provas, aprender a se amar, e etc. – quanto problemas relacionados às batalhas.

O traço lindo e a poesia em arte da grande Naoko Takeuchi (créditos da imagem: Naoko Takeuchi)

Ao final, a lição que permanece é da amizade acima de tudo. Serena não tem força suficiente para derrotar as criaturas mais malignas sozinha – mas, com a ajuda de suas amigas, com todas unidas, consegue ter forças para enfrentar tudo que há de mais cruel e obscuro.

Serena é somente uma garota comum com problemas mundanos – e, mesmo assim, episódio por episódio, vai se tornando a guerreira que tem que ser para proteger as amigas, o amor da sua vida, sua família e a humanidade. De uma garota assustada que nunca gostou de brigar, Serena se torna muito mais do que uma guerreira da Lua ao fim do anime.

“Para nós Sailors Guerreiras não importa quem é a protagonista – quando nos unimos e nossos corações se tornam um só, podemos derrotar nossos inimigos, não importa o quão poderosos sejam.”

Acho que é uma lição que fica para todos – principalmente para as meninas pequenas que assistiam e assistem até hoje: ninguém nasce destemido e pronto para lutar, mas qualquer um pode se tornar uma lenda.

A Lenda do Coelho da Lua

Usagi Tsukino não é um nome que Naoko escolheu à toa para a personagem principal da sua história lunar: Usagi traduz-se como Coelho, enquanto a tradução de Tsuki é Lua. Acho que você já pegou a idéia, não?

Eis o famoso coelho!
(créditos da imagem: Wikipédia)

Tsuki no Usagi é o nome em japonês para Coelho da Lua ou Coelho Lunar. Se você não conhece essa lenda, acomode-se, pois vou te levar em uma pequena viagem galáctica!

Se você observar o céu durante uma noite de lua cheia, poderá ver claramente que nas crateras da lua há a forma de um coelho – no Japão, ele é visto macerando massa de mochi com um grande pilão.

A lenda já é antiga – existente tanto no Japão, quanto na Coréia do Sul, quanto na China. Neste último, diz-se que o coelho é ajudante da deusa lunar Chang’e – sendo é inegável a existência de coelhos na lua (por isso temos tantos deles para nos auxiliar no Lune Station!).

Usagi Tsukino não é um nome vazio: qual seria a melhor maneira de chamar a grande guerreira que veio da lua se não de coelho lunar?

Bônus I: Sailor Moon e Mitologia Grega

Endymion e Serenity no Reino da Lua (fonte da imagem: mina-hatake.e-monsite.com)

Durante o anime, temos também dois personagens muito importantes que aparecem na história: Serenity – a Princesa da Lua – e Endymion – Príncipe do Reino Dourado, da Terra. Ambos são amantes e suas almas são enviadas através do tempo e do espaço para que tivessem a oportunidade de ter uma vida feliz – encontrando-se, eventualmente, na Terra.

Os nomes não são ao acaso: são inspirados, na realidade, em uma história da mitologia grega – de Selene e seu amante Endymion (Endimião, em português).

Não, Selene não é só uma das autoras e fundadoras do Lune Station. Ela é, também, a deusa grega que personifica a lua – apaixonada por um mortal, há diversas variações da história de ambos. Em uma delas, a questão da mortalidade de Endymion é resolvida por um sono eterno (quase como a Bela Adormecida).

É interessante ficar de olho nos nomes e referências ao longo do anime: vários personagens possuem nomes gregos ou de minerais – como Artemis, Helios, Jadeite, Nephryte

Sailor Moon também é cultura!

Bônus 2: Link Para Sailor Moon Classic Versão Dublada em PT-BR

Vira e mexe, tenho meus momentos de nostalgia e gosto de assistir o Classic. Agora mais velha, tentei assistir em japonês com legenda, mas não é a mesma coisa: as dublagens brasileiras de animações são muito boas para deixarmos passar!

Afinal, como eu poderia gritar com Serena “PELO PODER DO PRISMA LUNAR!” toda vez que houvesse uma transformação se estivesse em japonês?!

Para todos aqueles que morrem de saudades como eu – ou querem checar a versão dublada – vou deixar aí embaixo o link para a temporada completa de Sailor Moon Classic, original dos anos 90, com a primeira dublagem em português! Me avisem depois se gostarem!

E fica a dica para apreciarmos e apoiarmos mais o trabalho dos dubladores brasileiros!

Link: Sailor Moon Classic – Assistir Online

E deixo vocês com um dos encerramentos mais lindos que já existiu – parecido com Noite Estrelada do Van Gogh, não?

Conhecida na Lua como Artemis, meu nome aqui na Terra é Kadine. Considero que sou de Serra Negra – sou ariana com ascendente em escorpião. Interessada em tudo que é artístico, tenho um fraco para pesquisar coisas obscuras! Desbravadora de museus, compro mais livros do que consigo ler, interessadíssima em outros idiomas e culturas, colecionadora de chás e canecas, escritora nas horas vagas e gamer noturna para passar raiva com invader em Dark Souls (e relaxar com Devil May Cry ou Resident Evil).