Pipoca Lunar

Pipoca Lunar: “Stand By Me” (Conta Comigo), 1986 – Semana da Criança

Amantes de filmes dos anos 80, levantem suas mãos e se preparem porque esse post é para vocês. Eu mesma sou apaixonada por filmes dos anos 80realmente, a maioria dos meus favoritos são dessa época.

Stand By Me é um desses e por inúmeras razões – que irei explicar neste post. Então, sente-se e acomode-se, pois hoje você entrará em uma viagem com quatro garotos  de diferentes personalidades, mas que são melhores amigos. Eles irão encarar uma aventura onde vão à “caça” de um corpo: o corpo de um garoto de suas idades, que está desaparecido depois de sair para colher amoras em meio a uma floresta. 

Você está preparado(a)? porque eu, Sel, vim preparadíssima.

O elenco aventureiro e principal do filme: Wil Wheaton, River Phoenix, Corey Feldman e Jerry O’Connell. (fonte da imagem: Geektyrant.com)

Nós temos que começar falando sobre como esse elenco é grandioso – vocês conseguem reconhecer os rostinhos? Temos Wil Wheaton, que interpreta Gordie Lachance, River Phoenix como Chris Chambers, Corey Feldman como Teddy Duchamp e Jerry O’Connell como Vern Tessio. Mas o elenco grandioso não termina por aqui: por mais que não apareça tanto, Kiefer Sutherland – nosso queridíssimo Jack Bauer de 24 horas – é Ace Merrill na trama, um personagem maldoso e rebelde que atormenta a vida dos mais novos. 

Não podemos deixar de lado a questão de que não foram apenas os atores que fizeram o filme ser grandioso na época, já que o mesmo é inspirado em um livro de Stephen Kingum dos escritores mais aclamados. Tornando-se, então, o segundo filme baseado em um livro dele, com maior aprovação no Rotten Tomatoes, perdendo apenas para a primeira versão de Carrie. Não é incrível? 

Um elenco incrível com uma história simples porém fascinante. 

Este filme é tão nostálgico para mim. Eu assisti pela primeira vez há alguns anos atrás, quando descobri a existência de meu ator favorito: River Phoenix. Lembro que imediatamente fiquei apaixonada pela atuação dele. Sempre foi esplêndida aos meus olhos e isso me faz rir, chorar e ter pontadas de sentimento por minha própria juventude – que não chega nem aos pés da que esses personagens criaram para si. Uma de minhas melhores amigas, Camila, vivia em surtos pelo filme comigo. Ele me traz boas lembranças de quando não tínhamos tantas preocupações assim – inclusive, isso nos fez criar uma história juntas onde as personagens principais eram fãs de River também.

De todas as formas, esse filme foi de fato importante para o meu amor ao cinema. 

O filme, para aqueles que não sabem, foi nomeado “Stand By Me”– batizado por Rob Reiner, o diretor, em homenagem à clássica canção de 1961 de Ben E. King.

River Phoenix e Will Wheaton aparecem junto a Ben E. King no video de Stand By Me

Premiações e História

O filme fez muito sucesso tanto nacionalmente quanto internacionalmente, levando até mesmo um prêmio japonês para seus inúmeros reconhecimentos.

Foi reconhecido nas seguintes premiações:

Oscar 1987 (EUA)

  • Indicado na categoria de Melhor Roteiro Adaptado.

Globo de Ouro 1987 (EUA)

  • Recebeu duas indicações, nas categorias de Melhor Filme – Drama e Melhor Diretor.

Independent Spirit Awards 1987 (EUA)

  • Recebeu três indicações nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro.

Academia Japonesa de Cinema 1988 (Japão)

  • Indicado na categoria de Melhor Filme Estrangeiro

O filme em realidade não conta apenas como a vida na infância pode ser boa, mas também como ela pode ser dura em diversos sentidos que eventualmente refletirão em nosso futuro

A história começa com um escritor já em um momento avançado de sua vida: Gordie. Vendo em um jornal sobre a morte de seu amigo de infância que acabou sendo assassinado, seus pensamentos remetem a seus tempos de infância e como eram quando estavam juntos naqueles tempos.

(fonte da imagem: bolsamania.com)

Seu irmão havia morrido e ele sofria com sua família pela perda, o que não era tão diferente de seus amigos – cada um com um problema diferente em casa e em suas vidas. Mesmo tendo apenas 12 anos, suas únicas saídas eram se refugiar uns nos outros.

E, com isso, a maior aventura de suas vidas foi no dia em que ouvem sobre o corpo de um garoto que estava desaparecido há três dias – e que, supostamente, esse corpo já sem vida poderia estar perto da linha do trem. Isso mesmo, eles partiram para essa aventura que envolve sanguessugas, fuga de trem, brigas, resgates, conversas profundas, companheirismo, apoio e principalmente amizade para nunca mais se esquecerem.

Elenco e Seu Destino

Um dos fato mais curiosos e tristes sobre os personagens e seus atores foi que Chris Chambers, interpretado por River Phoenix, morreu aos 40 anos no filme – e River Phoenix morreu tão jovem quanto o personagem: aos 23 anos, no dia 31 de outubro de 1993, em uma noite de Halloween em um clube. 

River Phoenix – “Chris Chambers” (fonte da imagem: Chic Magazine)

Todos os atores são bem reconhecidos até o dia de hojee isso inclui River que continua sendo uma lenda. River ficou conhecido pelo seu papel em Stand By Me e como o jovem Indiana Jones em Indiana Jones e a Última Cruzadameu favorito para ser sincera. Atuou em Garotos de Programa, ao lado de Keanu Reeves, que viria a ser um dos seus grandes amigos. E, com a pouca idade que tinha, recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante pelo seu trabalho em O Peso de um Passado de 1988.

River foi um dedicado ativista dos direitos dos animais e ambientalista: era vegano e membro da PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais). E não acaba por ai, ele também era músico e tinha sua própria banda de rockAleka’s Attic”.

(Ok, eu sei, sou realmente fangirl de River Phoenix – e na realidade sou fangirl dos irmãos Phoenix em si. Não irei negar que um de meus maiores motivos para escolher esse filme foi pela minha admiração em relação à atuação dos irmãos – que ao meus olhos sempre foram excelentes atores e de grande magnitude. Exatamente por isso eu faço questão de citá-los sempre que posso.)

Mas isso não deixa de lado os outros!

Wil Wheaton – “Gordie Lachance” (fonte da imagem: disney.fandom)

Wil Wheaton mesmo continuou sua carreira sendo reconhecido por seus trabalhos em Star Trek: The Next Generation e Big Bang Theoryconfesso que passei anos sem perceber que ele interpretava ele mesmo em Big Bang Theory.

Como muitos outros atores populares pela série Star Trek, grande parte da carreira de Wheaton foi orientada por sua aparição na série. Durante sua juventude, ele foi um dos convidados de destaque em convenções de Star Trek e era uma figura popular em revistas adolescentes.

Corey Feldman – “Teddy Duchamp” (fonte da imagem: Amazon.com)

Fez  participações em outras séries – como na 4º temporada da série Criminal Minds, na qual deu vida ao criminoso serial Floyd Hansen que sequestra e mata casais que se hospedam em seu motel de beira de estrada – e, atualmente, está na série online “The Guild“, sobre jogadores de RPG.

Corey Feldman também teve seu auge principalmente nos anos 80e, eu, Selene, preciso deixar claro aqui: cada filme em que ele estava eu maratonei com orgulho. Existem obras maravilhosas no currículo dele, como The Goonies, Gremlins e The Lost Boys, a maioria parte da minha lista de filmes favoritos da época. 

Já deixo aqui a recomendação: quem nunca viu The Goonies, por favor, VEJA! 

Jerry O’Connell – “Vern Tessio”
(fonte da imagem: Wikipédia)

Por último, mas não menos importante, Jerry O’connell. Tenho certeza que todo mundo já viu esse rostinho por aí lutando com um canguru chamado Jack.

Isso mesmo, O’connell, assim como os outros teve uma carreira e tanto: um pouco mais virado para comédia, ele se destacou em diversos filmes durante os anos, sendo o mais novo entre todos do grupo. Jerry teve seu primeiro papel como protagonista no filme Joe e as Baratas – alguém se lembra desse filme? Era simplesmente bizarro e engraçado. Tornou-se um clássico e após isso, Jerry atuou durante um bom tempo na série de TV Sliders (Dimensões Paralelas).

No ano seguinte, foi chamado para interpretar o namorado de Neve Campbell, em Pânico 2do qual me lembro sempre, já que eu tenho um gosto “apuradíssimo” e assisti a todos os filmes de pânico. Desde aí, assim como os outros, não parou sua carreira e sempre esteve no mesmo ramo.

Stand By Me e Seu Legado

Em uma peça de 2011 intitulada “25 anos de ‘Stand by Me‘”, o escritor Alex Hannaford opinou que “[para] qualquer um com mais de 33 anos, Stand by Me continua sendo um dos melhores filmes dos anos 80“.

Eis aqui fatos: não é apenas para aqueles com mais de 33 anos ou que viveram a época, mas sim para aqueles que apreciam não apenas o cinema, mas também a história por trás.

Esse foi o meu ponto estabelecido quando escolhi que falaria sobre esse filme aqui para encerrar a semana das crianças: eu sei que o filme não entraria exatamente no tema, mas, ainda assim, todos nós sabemos que a infância – por mais que contenha os melhores tempos que poderíamos e deveríamos ter – nem sempre é assim.

Para muitos, são tempos que podem ser difíceis: existe o bullying, falta de apoio familiar, abuso psicológico e diversas outras problemáticas que eram presentes naquela época e que continuam sendo da mesma forma hoje em dia. 

Em 2016, Charles Bradesco, da Rolling Stone, chamou Stand By Me deatemporal” e devemos concordar não é apenas atemporal por seu legado, mas também pelas problemáticas por trás da vida de uma criança, coisa que o filme relata na vida de cada um dos personagens

Como também dito, Stand By Me é “um marco da nostalgia juvenil por sua hábil transposição da linha entre a infância e a idade adulta“, e “o filme raro que necessariamente fica melhor com o tempo“. 

Definitivamente, há várias razões para eu ter trazido esse filme como meu post principal: a trama é leve e tranquila, mas também cheia de conhecimento sobre si mesmo – sendo novo ou velho, muitas coisas ainda surgirão, mas “muitas permanecem como boas memórias de verão”; assim como as de Gordie: o adulto Gordie Lachance que se lembrava dos amigos que teve aos 12 anos, como “amigos que nunca mais teve em sua vida”. Mas ainda assim, desde sempre tendo em mente que:

“…Amigos entram e saem da nossa vida como garçons em restaurante” 

– Stand By Me

Deixo aqui para vocês uma compilação com a trilha sonora oficial do filme para que se interessem mais e mais!

Espero que essa viagem por 1980 em um de seus clássicos tenha sido proveitosa e tranquila – e espero que se interessem pelo que o filme lhes têm a apresentar depois de todos esses anos. Espero que tenha sido tão incrível e marcante, quanto foi para mim.

Nós da Irmandade da Lua achamos incrível! Então não deixe de nos dizer o que você achou nos comentários!

Semana da Criança Lune Station

Chegando ao fim da Semana da Criança, aqui estão os outros posts do Lune para essa semana especial:

It’s Lay time!!! Eu sou a Laysa, mais conhecida neste espaço como Selene. Nascida no interior de São Paulo e criada em diversos lugares. Aquariana – sim, lidem com isso! – amante de tudo ligado à cultura geral, história, idiomas, livros, playlists aleatórias, escrever e fotografias. E devo deixar claro que o cinema é a minha paixão.