Luneteca

Turma da Mônica – Colecionando Infância

Se falarmos de histórias em quadrinhos e não falarmos de “Turma da Mônica” com toda certeza seria um crime. Exatamente por isso que hoje meu post é dedicado para um dos fenômenos brasileiros que todo Brasileiro ja foi viciado quando criança.

Credito de imagem: wikipedia

 Turma da Mônica é uma série de histórias em quadrinhos brasileira criada pelo cartunista e empresário Mauricio de Sousa.

  • Foi originada em 1959 de tirinhas de jornal, na qual os personagens principais eram Bidu e Franjinha.
  • A partir dos anos 1960, a série começou a ganhar a identidade atual com a criação de Mônica e Cebolinha, entre 1960 e 1963, que passaram a ser os protagonistas.
Credito de imagem: revistapegn

Embora a maior parte das histórias giram em torno das aventuras de Mônica, Cebolinha e seus amigos do bairro do Limoeiro, o termo do título se refere também às demais famílias de personagens criados por Mauricio de Sousa, derivadas de outras séries, como Turma do Chico Bento – que particularmente seria meu favorito desde sempre – Turma da Tina, Turma da Mata, Turma do Penadinho, entre outros.

Credito de imagem: monica
  • Em 2008 foi criado um spin-off baseado no estilo dos quadrinhos japoneses intitulado Turma da Mônica Jovem, com os personagens adolescentes.

Em 2015, a linha passou por uma reformulação, a Panini reinicia a numeração das revistas e passou a creditar autores em algumas histórias (algo que acontecia apenas em publicações especiais), além disso, cada edição passou a trazer um QR Code que permite a acesso a conteúdos exclusivos em plataformas virtuais.

  • Em 2019, é lançado o selo Mangá MSP com o lançamento de Turma da Mônica – Geração 12, trazendo uma versão pré-adolescente dos personagens, com roteiros de Petra Leão e desenhos de Roberta Pares. Em outubro, a revista Mônica completou 600 edições, contabilizando as edições das editoras Abril, Globo e Panini.
Credito de imagem: exame

A Turma da Mônica tem gibis e outros produtos licenciados em 40 países e com 14 idiomas, sendo que a marca foi expandida para outras mídias ao longo dos anos, em produtos como livros, brinquedos, discos, CD-ROMs, jogos eletrônicos, entre outros.

Criação:

Maurício de Sousa, analista do jornal Folha da Manhã, criou e ingressou na área dos quadrinhos no ano de 1959 com seus primeiros personagens, Bidu e Franjinha. Ambos foram baseados na própria infância de Maurício, sendo Bidu inspirado no seu cãozinho de estimação, Cuíca.

No ano seguinte, os personagens ganharam espaço através da revista infantil Zaz Traz, pela Editora Outubro. Posteriormente um gibi intitulado “Bidu” foi lançado pela Editora Continental, sendo cancelado no mesmo ano. Ainda naquele tempo novos personagens foram criados, entre eles o que mais chamou atenção foi Cebolinha como coadjuvante de Franjinha.

Credito de Imagem: ofuxico

Os personagens seguiram nas tirinhas de jornal, onde foram desenvolvendo suas personalidades. Cebolinha passou a ser o personagem principal, substituindo o Bidu, e mais personagens foram se destacando e ganhando séries próprias, como Piteco, Astronauta, Horácio, Penadinho, Zezinho e Hiroshi (atualmente do universo da Turma do Chico Bento), Raposão (atualmente do universo da Turma da Mata).

No entanto, mesmo com todos esses personagens, Maurício recebeu queixas sobre a falta de mulheres em seus quadrinhos, assim Mônica foi criada em 1963, como uma personagem secundária nas tirinhas do Cebolinha.

 Baseada na sua filha real Mônica Sousa – minha queridíssima conterrânea, nascida em Bauru – o sucesso, revolta e o carisma da personagem fizeram dela a protagonista das tirinhas, tornando Cebolinha seu coadjuvante no final da década de 1960.

Revista em quadrinhos

Maurício ganhou novamente uma revista para suas criações em 1970, pela editora Abril. A princípio, com o título de “Mônica e Sua Turma”, vários dos personagens já criados por Maurício nas tirinhas de jornal passaram a aparecer nas revistas, formando a hoje chamada Turma da Mônica. Competindo com os famosos Pato Donald, Zé Carioca e Luluzinha, seus quadrinhos permaneceram firmes nas bancas e ganharam um segundo título, Cebolinha, em 1973.

Um contrato com o jogador Pelé permitiu o lançamento de um personagem baseado nele mesmo. O Pelezinho, lançado em 1977, foi um fenômeno entre as crianças na época, entrando para a história nos quadrinhos nacionais.

Credito de imagem: americanas

Os Estúdios Maurício de Sousa surgiram a partir da necessidade da criação de uma equipe de roteiristas para bancar a produção mensal de histórias completas para as revistas e tiras de jornal, deixando de concentrar a produção nas mãos de Maurício.

Novos projetos puderam então ser conduzidos, como desenhos animados, licenciamento de personagens e venda de quadrinhos para o exterior.

Eu me lembro de quando eu mesma acordava pelas manhãs de sábado, colocava o dvd que tinha da turma da Mônica e me divertia. Se deixar, me lembro de cada episódio de tantas vezes que assisti.

Ao longo dos anos, outros personagens ganharam suas próprias revistas, como: 

Credito de imagem: monica
  • Cascão (1982), 
  • Chico Bento (1982) 
  • Magali (1989).

Ao longo do tempo, a marca Turma da Mônica tem sido usada para vender diversos produtos, de produtos de higiene a petiscos para animais, passando por produtos alimentícios – quem aí já teve pasta de dente, maçã entre outros produtos dessa turminha? eu cresci com essas coisas e lembrar enquanto escrevo esse post definitivamente me dá um grande sentimento de nostalgia.

O caso de maior sucesso é o do extrato de tomate da Cica Elefante, com o Jotalhão.

Nos anos 1970 e 1980, a propaganda de televisão desse extrato de Tomate, protagonizada por Mônica e Jotalhão ficou muito famosa, especialmente pelo tema musical: “Ô Mônica, abrace o elefante…”.

Sua repercussão ajudou os estúdios a investirem em animação e licenciamento de personagens, tornando a Turma da Mônica uma potência de entretenimento genuinamente brasileira.

  •  Em 2008, uma segunda linha de quadrinhos foi iniciada a partir de Turma da Mônica Jovem, uma publicação direcionada ao público pré-adolescente estrelada por uma versão mais velha dos personagens.
Credito de imagem: blogdokira

A turma da Mônica tem gibis e outros produtos licenciados em 40 países e com 14 idiomas. Algumas revistas de personagens são publicadas em outros países desde os anos 1980, Monica’s Gang ou Monica and Friends em países de língua inglesa, Fratz & Freunde na Alemanha, La Banda di Monica na Itália, Monika dan kawan kawan na Indonésia, Mónica y su Pandilla ou Mónica y sus Amigos nos países de língua espanhola, entre outros.

Personagens:

Credito de imagem: buobooks

A série Turma da Mônica tem como principais protagonistas: Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali e Chico Bento ( Turma do Chico Bento), sendo que cada um tem a sua própria edição de revista em quadrinhos.

Outros personagens de outras séries criadas por Maurício de Sousa também estão incluídos na Turma da Mônica, fazendo citações um sobre outro em várias histórias.

O principal cenário das histórias é o bairro fictício de “Limoeiro”, numa cidade brasileira.

As histórias com Mônica e Cebolinha giram em torno da eterna rixa entre os dois.

Credito de imagem: vejasp

Cebolinha está sempre arranjando problemas por ai e além disso, ele é metido a valentão, esse que sempre tenta repreender Mônica ou roubar seu coelhinho de pelúcia – famoso Sansão – em geral sempre arranjando uma desculpa para tirar a garotinha “dentusa” do serio. Sempre com Cascão como cúmplice. Mas Mônica sempre se vinga deles, batendo em cada um com seu coelhinho.

As histórias sobre Cascão geralmente se concentram em sua sujeira e seu medo de água, – mesmo nunca tendo tomado um banho na vida – além de ter suas aventuras, sendo constantemente ameaçada por vilões da organização secreta chamada S.U.J.O.C.A ou por seus amigos para tomar um banho.

Já as histórias com Magali geralmente se concentram em sua comilança sem fim, com uma capacidade anormal para comer e sem nunca engordar – Tudo o que eu gostaria na minha vida.

Outros personagens:

Outros trabalhos associados dos Estúdios Maurício de Sousa que aparecem com frequência nas revistas, e que ocasionalmente se relacionam com a Turma da Mônica, seja em aparições especiais ou em séries crossover são:

  • Turma do Chico Bento – foca na vida diária de Chico Bento, um garoto caipira preguiçoso e seus amigos que vivem em uma fazenda no interior do Brasil onde rouba goiabas o tempo todo de seu vizinho. É o que mais aparece em contato com a Turma da Mônica e assim como a Turma da Mônica, também recebeu uma história em quadrinhos spin-off de estilo mangá lançada em 2013, chamada Chico Bento Moço.
Credito de imagem: magazineluiza
  • Turma do Penadinho
  • Turma da Tina
  • Turma do Astronauta
  • Turma da Mata 
  • Turma do Piteco
  • Turma do Horácio
  • Turma do Papa-Capim 
  • Turma do Bidu

A Turma da Monica, Nas Midias:

Alem de produtos entre outras coisas, a Turma da Monica tambem tem diversas atraçoes no entretenimento como um parque de diversão, filmes, series de Televisão, Jogos de mesa e videogames e ate mesmo musicas.

Um atrativo enorme no país de criação para todos os públicos. Afinal, não podemos dizer que isso não é verdade, todas as idades continuam seus interesses pela turma. 

A turma da Mônica e todos os outros personagens desse mundo criado por Mauricio De Sousa ainda tem diversos fãs, não só espalhados pelo brasil mas também pelo mundo todo. 

Nós da irmandade da lua amamos Mônica e todos seus amigos – e isso inclui o sansão, seu maior confidente de todos os tempos – e vocês? seguem sendo fãs desses personagens divertidos e carismáticos? até um tempo atrás eu mesma colecionava gibis dos Chico Bento. 

Não se esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou do post e, você também pode dar uma olhadinha nos outros posts da semana: 

Hekate: https://lunestation.com/made-in-abyss-sejam-bem-vindos-ao-abismo/

Artemis: https://lunestation.com/luneteca-merupuri-quando-um-principe-encantado-invade-sua-vida/

It’s Lay time!!! Eu sou a Laysa, mais conhecida neste espaço como Selene. Nascida no interior de São Paulo e criada em diversos lugares. Aquariana – sim, lidem com isso! – amante de tudo ligado à cultura geral, história, idiomas, livros, playlists aleatórias, escrever e fotografias. E devo deixar claro que o cinema é a minha paixão.